Painel sobre CC acontece hoje na ArenaNETmundial

24.04.14 | admin

direitosautoraisarena

Da esqueda para a direita: Felipe Altendelfder, Alfredo Manevy, Fernanda Machiaveli, Pedro Nicoletti Mizukami e Gustavo Anitelli

Ocorreu ontem, durante o NETMundial – Encontro Multissetorial Global sobre o Futuro da Governança na Internet, um momento importante para a garantia de direitos e princípios para a regulação da Internet no Brasil: o Marco Civil da Internet foi sancionado pela presidente Dilma Rousseff.

Em paralelo ao evento, está ocorrendo a #ArenaNETmundial, em que as contribuições da sociedade civil serão organizadas em uma Carta Proposta para os coordenadores do NETmundial. Nos últimos três dias, vêm sido discutidos temas fundamentais para garantir uma internet livre, colaborativa, democrática e plural, com debates, oficinas e atrações culturais.

A programação de hoje cita as Creative Commons em diversos momentos. Toda a programação está disponível em: http://bit.ly/1iRsoOL
Você pode acompanhar o evento ao vivo em: http://bit.ly/1roFm7J
Quem está por São Paulo pode ir ao Centro Cultural São Paulo, retirar seu ingresso e participar.

Destaques do dia:

Às 14h, haverá a Oficina de Produção Criativa Musical Livre e Remixável. Todas as obras serão licenciadas em Creative Commons ou Copyleft, e preferencialmente editadas em softwares de edição (áudio e imagem) livres. O objetivo é gerar um acervo musical para a primeira edição do ArenaNETmundial.

Às 17h, ocorrerá o painel “Dá licença! Entenda o uso das licenças CC”, com a participação dos coordenadores do projeto do Brasil e de outros países como Venezuela, Índia e Colômbia.

Durante o debate “Direitos autorais na era da internet”, Felipe Altendelfder (@Felipe_Alten), membro do Coletivo Fora do Eixo e um dos fundadores do Mídia Ninja, comentou a iniciativa do Ministério da Cultura, durante a gestão de Gilberto Gil em 2003, de colocar o logo do Creative Commons em seu site. O MinC sinalizava compreender a união do poder da tecnologia com a tecnologia social, em um momento de valorização do saber popular. Esse cenário provocou uma multiplicação da produção livre, colaborativa na cultura horizontal e mídia alternativa. Altendelfder também divulgou que todo o conteúdo da Mídia Ninja, desde o início do grupo, está licenciado sob CC para livre recombinação, simbolizando uma autoria coletiva.